Estado do Mato Grosso (MT) [Geografia]

0
376

O Mato Grosso , cuja capital é Cuiabá, é um dos estados de Brasil, o terceiro maior em área, localizada na parte ocidental do país. 

Os estados vizinhos são (do oeste no sentido horário) Rondônia, Amazonas, Pará, TocantinsGoiás e Mato Grosso do Sul. A nação da Bolívia está localizada a sudoeste. Estado de paisagem plana, alternando grandes chapadas e planícies, o Mato Grosso possui três ecossistemas distintos: Cerrado, Pantanal e Floresta Amazônica. A vegetação da pastagem aberta cobre 40% do estado.

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, com cavernas, grutas, trilhas e cachoeiras, é uma de suas atrações turísticas. No norte é a floresta amazônica, com uma biodiversidade originalmente cobrindo metade do estado. Muito disso foi interrompido e liberado para extração de madeira, fins agrícolas e pastagens. O Parque Nacional do Xingu e o rio Araguaia estão em Mato Grosso. Mais ao sul, o Pantanal, a maior área úmida do mundo, é o habitat de quase mil espécies de animais e muitas aves aquáticas.

Localizada no Mato Grosso fica a Chapada dos Guimarães, um ambiente único de montanhas de arenito que se erodem em terrenos incrivelmente variados. O terreno do Mato Grosso é variado e inclui falésias, canyons e cachoeiras.

Pantanal biologicamente rico, um dos maiores ecossistemas de zonas úmidas / pradarias do mundo, também está localizado dentro deste estado. Muita degradação ambiental ocorreu no Pantanal desde o final do século 20 devido ao desenvolvimento, e os esforços para contê-lo ou desacelerá-lo tiveram sucesso limitado. 

Em 1977, o estado foi dividido em duas partes, com o Mato Grosso do Sul sendo organizado como um novo estado. Os índios Bororo vivem na região do Mato Grosso. Em 1880, soldados patrulhavam terras nos arredores de Cuiabá, a capital e maior cidade de Mato Grosso, para proteger os colonos dos ataques de Bororo.

No final do século XIX, embora severamente reduzido por doenças e por guerras com exploradores, traficantes de escravos, garimpeiros, colonos e outros grupos indígenas, entre cinco e dez mil Bororo continuaram a ocupar o centro e o leste de Mato Grosso, bem como como o oeste de Goiás. A parte sudoeste deste estado foi cedida pelo Brasil à Bolívia em troca do Acre, de acordo com o Tratado de Petrópolis em 1903.

Esta área historicamente remota atraiu expedições de exploração no início do século XX, que procuravam encontrar civilizações perdidas. Um exemplo notável foram os esforços do capitão britânico Percy Fawcett. Além disso, os teóricos da Terra Oca especularam que essa região tinha locais de acesso ao interior da Terra e seus assentamentos.

Mato Grosso teve um alto índice de crescimento populacional no século 20 devido à madeira, pecuária e desenvolvimento agrícola. O estado como um todo ainda possui uma das mais baixas densidades populacionais de qualquer estado brasileiro. Segundo o IBGE de 2018, 3.441.998 pessoas residiam no estado. A densidade populacional foi de 3,8 inh./km².

Urbanização: 76,6% (2006); Crescimento populacional: 2,4% (1991-2000); Casas: 836.000 (2006). 

Etnicamente, o estado inclui uma proporção relativamente alta de caboclos (pessoas de ascendência mista européia e indiana), assim como outras áreas do interior do Brasil. O último censo da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) revelou os seguintes números: 1.532.000 pessoas marrons (mistas) (50,92%); 1.179.000 pessoas brancas (39,16%); 239 mil pessoas negras (7,93%); 41.000 ameríndios (1.37%); e 14.000 asiáticos (0,45%)

A agricultura é o maior componente do PIB em 40,8%, seguido pelo setor de serviços em 40,2%. O setor industrial representa 19% do PIB (2004). Exportações do Mato Grosso: soja 83%, madeira 5,6%, carnes 4,8% e algodão 3,3% (2002).

A participação do estado na economia brasileira é de 1,8% (2014).

O português é a língua oficial nacional, bem como a língua principal ensinada nas escolas. No entanto, o inglês e o espanhol fazem parte do currículo oficial do ensino médio.

Mais de 58 universidades estão localizadas no estado do Mato Grosso

Cuiabá é o lar das seguintes universidades:

  • Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT);
  • Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat);
  • Universidade de Cuiabá (Unic).

A cultura local do Mato Grosso é muito rica, devido às influências e encontros com várias culturas, como indígenas, espanhóis coloniais e outros colonizadores europeus, africanos escravizados e transportados para lá no tráfico atlântico de escravos, originalmente pelos portugueses, e outros europeus; e imigrantes e colonos desde o final do século XIX. Dois longos períodos de isolamento também contribuíram para o seu desenvolvimento em linhas diferentes das áreas costeiras do Brasil. A imigração recente trouxe muitas influências urbanas ao estado. Cuiabá tem uma rica culinária influenciada pelos nativos. Eles mantiveram danças tradicionais, artesanato e música.

Dança e música eram tradicionalmente ligadas à adoração de santos católicos e suas festas, sendo São Benedito (o patrono da cidade), sendo um dos favoritos.

O período de quatro dias antes da Quaresma até a quarta-feira de cinzas, conhecido como Carnaval, é bem comemorado no Mato Grosso. Como em todos os estados do Brasil, Mato Grosso celebra este feriado de maneira típica – incluindo desfiles, música e dança – com ampla participação.

A pesca nos rios Teles Pires, São Benedito e Azul é produtiva praticamente o ano todo. Com as mais de 570 espécies de aves catalogadas e novas espécies sendo descobertas a cada ano, a região de Alta Floresta, Cristalino e Bacia do Rio Azul recebe visitas constantes de ornitólogos e observadores de pássaros famosos.

A maior caverna de arenito do Brasil, Aroe Jari, se estende por cerca de 1.550 metros e várias inscrições pré-históricas podem ser encontradas no interior.

A espinha dorsal do Pantanal é o rio Paraguai, que corta a região de norte a sul. Os rios Miranda, Aquidauna, Taquari e Cuiabá desembocam no rio Paraguai. De outubro a abril, as águas altas revelam lagos, baías, galerias e outlets de grandes dimensões.

A Rodovia Transpantaneira liga a cidade de Poconé ao Porto de Jofre, ao longo da margem do rio Cuiabá. É uma estrada de terra com 126 pontes de madeira e se estende por 149 km. No caminho, é possível observar animais silvestres, principalmente jacarés, capivaras e aves, entre outros animais silvestres.

A Reserva Particular do Patrimônio Natural do SESC (RPPN) aumenta em um terço a área total desse ecossistema preservado no estado do Mato Grosso.

Mais de 160 espécies diferentes de aves foram observadas no Pantanal, e muitas espécies ainda não foram identificadas. Os 1.487 hectares (3.670 acres) do Parque Estadual Águas Quentes, a primeira área protegida em Mato Grosso, são conhecidos pelos poderes curativos de suas águas termais.

O Parque Estadual da Lagoa Azul é um parque estadual no estado de Mato Grosso, Brasil. Sua principal atração é uma caverna de calcário com uma piscina de água azul e formações de cavernas incomuns. Estes sofreram de vandalismo, fazendo com que a caverna ficasse fechada até que medidas para protegê-la pudessem ser implementadas. O Parque Estadual Gruta da Lagoa Azul fica no município de Nobres, no Mato Grosso. Possui uma área de 12.513 hectares (30.920 acres). A caverna da lagoa azul contém uma piscina de água azul formada a partir das águas subterrâneas do rio Saloba. A entrada principal é preenchida em parte pela água. A sala contém colunas com mais de 5 metros de diâmetro e 1 metro de diâmetro. Pode haver vestígios arqueológicos na caverna. O parque tem várias outras cavernas calcárias. Está coberta por florestas caducifólias e alberga bugios, antas, onças e araras. 

A bandeira do Mato Grosso tem cores semelhantes à bandeira do Brasil, com azul simbolizando o céu, verde a vegetação e branco em pé pela paz. A estrela é amarela para simbolizar o ouro, que atraiu os primeiros colonos. A bandeira foi adotada pelo Decreto nº 2 de 31 de janeiro de 1890, poucos dias após a adoção da bandeira nacional. A bandeira do estado do Mato Grosso foi abolida pela Lei nº 1.046, de 8 de outubro de 1929, mas reintegrada pelo artigo 140 da Constituição do Estado de Mato Grosso, em 11 de julho de 1947.

Estado do Mato Grosso (MT) [Geografia]
5 (100%) 1 voto

Receba nossas atualizações grátis!

Comente