Símbolos da Páscoa e Seus Significados

0
203
Living Easter bunny with eggs in a basket on a meadow in spring

A Páscoa é uma das datas memoriais mais importantes entre as culturas ocidentais. A origem desta celebração remonta muitos séculos. O termo “Páscoa” tem uma origem religiosa, que deriva do latim Pascae. Na Grécia antiga, esse termo também é conhecido como Paska. Mas sua origem mais distante está nos hebreus, onde o termo Pessach ocorre, cujo significado é a passagem.

Os historiadores encontraram informações que concluem que milhares de anos atrás uma festa temporária foi celebrada entre os povos europeus. Em particular, no Mediterrâneo, algumas sociedades, incluindo os gregos, celebraram a transição do inverno para a primavera em março. Em geral, essa festa aconteceu na primeira lua cheia da estação das flores. Entre os povos antigos, o fim do inverno e o começo da primavera eram da maior importância, pois isso estava associado a uma maior chance de sobrevivência, já que o rigoroso inverno punia a Europa e dificultava a produção de alimentos.

A Páscoa Judaica

Para os judeus, essa data tem um significado muito importante, já que é a retirada desse povo do Egito por volta de 1250 aC. Indica onde eles foram presos por vários anos pelos faraós. Esta história é encontrada no Antigo Testamento da Bíblia, no livro de Êxodo. A Páscoa também está relacionada com a Páscoa dos hebreus no Mar Vermelho, onde o Egito fugiu sob a orientação de Moisés. Neste dia, os judeus cozinham e comem matsá (pão sem fermento) para comemorar a rápida fuga do Egito, quando não há tempo para fermentar o pão.

A História do Coelhinho da Páscoa e dos Ovos

A figura do coelho está simbolicamente ligada a essa data de comemoração, pois esse animal representa a fertilidade. O coelho se reproduz rapidamente e em grandes quantidades. Fertilidade era um sinônimo de conservação de espécies e melhores condições de vida nos tempos antigos, numa época em que a taxa de mortalidade era muito alta. No antigo Egito, por exemplo, a lebre incorporava o nascimento e a esperança de uma nova vida.

Mas o que a reprodução tem a ver com os significados religiosos da Páscoa? Esta data, tanto no sentido judaico quanto no cristão, refere-se à esperança de uma nova vida. Ovos de Páscoa (feitos de chocolate, ornamentos, jóias) são sinônimos neste contexto de fertilidade e vida. A figura do coelhinho da Páscoa foi trazida para a América por imigrantes alemães entre o final do século XVII e início do século XVIII.

Entre os primeiros cristãos, esta data celebrou a ressurreição de Jesus Cristo (quando sua alma retornou ao seu corpo após a morte). O festival aconteceu no domingo após a lua cheia após o equinócio da primavera (21 de março). Ainda hoje, os cristãos celebram a Páscoa enfatizando e enfatizando o significado da ressurreição de Jesus Cristo. Para os cristãos, a semana antes da Páscoa é considerada a Semana Santa. Esta semana começa no Domingo de Ramos, a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém.

Os Símbolos da Páscoa e Seus Significados

Os símbolos da Páscoa são representações que fazem parte dos rituais da Semana Santa.A Páscoa é um feriado importante para os cristãos, uma vez que celebra a morte e ressurreição de Jesus Cristo, um episódio bíblico interpretado como uma transição para novos tempos e novas esperanças para a humanidade.

A Páscoa é celebrada em uma data móvel, sempre entre 22 de março e 25 de abril.
Páscoa para os judeus – Pessach (na tradução hebraica “ir além”) é celebrado para a conquista da liberdade pelos hebreus, que viviam como escravos no Egito e simbolizavam o retorno a uma vida digna.

Essa liberação coincidiu com o começo da primavera, e assim eles se fundiram em uma festa, a renovação da natureza e o renascimento de Israel, como os hebreus foram chamados. Os rituais que antecedem a Semana Santa começam 40 dias antes da Páscoa, uma época conhecida como “Quaresma”, na qual os cristãos se dedicam à penitência do jejum para lembrar os 40 dias que Jesus passou no deserto. e o sofrimento que sofreu na Quaresma tem crucificação.

A Semana Santa começa com o Domingo de Ramos, que comemora a entrada de Jesus em Jerusalém, onde a rua foi decorada com folhas de palmeira. Sexta-feira é o dia da celebração da morte de Jesus na cruz. O Sábado de Aleluia é o dia da Missa da Meia-Noite a caminho do Domingo da Ressurreição. Na Páscoa, celebra-se a Páscoa – o Domingo de Páscoa, o dia da ressurreição de Jesus e a sua primeira aparição para os seus discípulos.

Durante a Semana Santa, vários símbolos fazem parte do ritual de celebração, incluindo:

Ramos de Palmeira

A Semana Santa começa com o Domingo de Ramos, que comemora a entrada de Jesus em Jerusalém, quando as pessoas cobriram a rua com folhas de palmeira para comemorar sua chegada. As folhas de palmeira são agora usadas na decoração de igrejas durante as celebrações da Semana Santa como um sinal de “Boas-vindas ao Cristo”.

Cordeiro

Este é um dos primeiros símbolos da Páscoa e comemora o pacto que Deus fez no Antigo Testamento com o povo judeu. Naquela época, a Páscoa era celebrada com o sacrifício de um cordeiro. Para os cristãos, Jesus Cristo é o “Cordeiro de Deus que tirou os pecados do mundo”.

Círio Pascal

O Pascal Círio é uma vela grande decorada com as letras gregas Alfa e Ômega e significa “começo” ou “fim”. Ela é usada durante a Missa da Semana Santa. Durante a vigília pascal, os cinco pontos das feridas de Cristo são inseridos na vela da cruz. Acende-se no sábado de Aleluia e sua luz representa a ressurreição de Cristo.

O Peixe

O peixe é um símbolo dos apóstolos que eram pescadores. É um símbolo da vida usado pelos primeiros cristãos no acróstico IXTUS – peixe em grego. As letras são as iniciais de “Theos Huios, Sopter” de Iesus Xristo, que significa “Jesus Cristo, Filho de Deus, o Redentor”.

Faz parte do ritual da Semana Santa comer peixe na sexta-feira santa para lembrar o ritual dos 40 dias de jejum em que os cristãos participaram durante a quaresma.

Ovos de Páscoa

O dom de ovos representando nascimento e vida era um costume antigo entre os povos do Mediterrâneo. Durante a comemoração do início da primavera e da época de plantio, os ovos foram cozidos, pintados e apresentados para representar a fertilidade e a vida.

O costume foi seguido durante as celebrações dos cristãos, onde foram pintados com imagens de Jesus e Maria, simbolizando o nascimento do Messias. Muitas culturas ainda têm esse costume. No mundo moderno, o ovo de chocolate no domingo de Páscoa tornou-se uma tradição de presentes.

Coelhinho da Páscoa

O coelhinho da Páscoa tornou-se um símbolo de fertilidade e vida devido à peculiaridade deste animal de se multiplicar em grandes ninhadas. Tem a ver com a Páscoa porque representa a esperança de vida na ressurreição de Jesus Cristo. Alguns povos antigos já consideravam o coelho como um símbolo de fertilidade, porque no início da primavera emergiram como os primeiros animais de suas tocas.

Com o tempo, os coelhos de chocolate integraram os costumes das festas da Páscoa.Como os ovos de chocolate, os coelhos se tornaram uma tradição no domingo de Páscoa.

Receba nossas atualizações grátis!

Comente