Futsal: História, Regras e Informações sobre o Esporte

0
179

futsal (ou também chamado de futebol de salão) é um esporte que se originou no século XX no Uruguai, é uma variante do futebol, que reteve alguns elementos, mas existem muitas regras de futsal que são diferentes do futebol.

Qual é a História do Futsal?

O futsal começou em 1930, quando Juan Carlos Ceriani, professor em  Montevidéu, no Uruguai, criou uma versão do futebol de salão para recreação nas ACMs. Este novo esporte foi originalmente desenvolvido para jogar em quadras de basquete, e um livro de regras foi publicado em setembro de 1933. Seu objetivo era criar um jogo de equipe que poderia ser jogado indoor ou outdoor mas que era semelhante ao futebol, que se tornou bastante popular lá depois que o Uruguai venceu a Copa do Mundo de 1930 e conquistou medalhas de ouro em 1924 e 1928.

Ceriani, escrevendo o livro de regras, tomou como exemplo os princípios do futebol  (a possibilidade de tocar a bola com todas as partes do corpo exceto as mãos), mas também tomou regras de outros esportes: do basquete o número de jogadores da equipe ( cinco) e a duração do jogo (40 minutos reais); do pólo aquático as regras sobre o goleiro; de handebol de equipe para o campo e tamanhos de objetivo.

A YMCA espalhou o jogo imediatamente pela América do Sul. Foi facilmente jogado por todos, em qualquer lugar e em qualquer condição meteorológica, mesmo no inverno, sem qualquer dificuldade, ajudando os jogadores a ficarem em forma durante todo o ano. Esses motivos convenceram João Lotufo, brasileiro, a trazer esse jogo para o seu país e adaptá-lo às necessidades da educação física

Inicialmente, as regras não eram uniformes. Em 1956, as regras foram modificadas por Habib Maphuz e Luiz Gonzaga de Oliveira Fernandes dentro da YMCA de São Paulo, Brasil, para permitir que os idosos competissem. Luiz de Oliveira escreveu o “Livro de Regras de Fuitsal” em 1956, adotado também em nível internacional.

Em 1965, a Confederación Sudamericana de Fútbol de Salón (América do Sul Futsal Confederação) foi formada, consistindo de Uruguai, Paraguai, Peru, Argentina e Brasil.

Pouco depois, um torneio único foi organizado. Atraiu algum interesse na mídia sul-americana, que regularmente começou a seguir o futsal. Em particular, foi o jornalista José Antônio Inglêz quem contribuiu com paixão para a rápida disseminação do jogo, além de ser creditado como o homem que cunhou o nome “futsal” para definir o esporte.

O esporte começou a se espalhar pela América do Sul, e sua popularidade garantiu a formação de um corpo diretivo em São Paulo em 1971, sob o nome de  Federação Internacional de Futebol de Salão (FIFUSA). A FIFUSA inicialmente compreendia a Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai, juntamente com os Campeonatos Mundiais. A nova instituição contava com 32 países participantes e seu primeiro presidente era João Havelange, acompanhado pelo secretário Luiz Gonzaga de Oliveira. Em 1975, o chefe da Federação passou à FIFA e, em 1980, Januário D’Alessio Neto foi eleito para trabalhar para tornar esse esporte reconhecido mundialmente por organismos supranacionais.

O primeiro Campeonato Mundial FIFUSA foi realizado em São Paulo, Brasil, em 1982, com a equipe brasileira anfitriã coroando campeões contra o Paraguai diante de um público de 12.000 pessoas, com o Uruguai em terceiro. A Federação começou então a trabalhar para trazer o grande evento para a Europa. Em 1985, a segunda Copa do Mundo de futsal foi organizada em Madri, na Espanha, onde a equipe brasileira venceu novamente. O evento foi um sucesso, com um interesse considerável da mídia e uma enorme resposta do público, graças à emissora de TV espanhola que filmou o evento.

Em 1985,  Joseph Blatter, então secretário da FIFA, achava que era o momento certo para ampliar sua influência e, portanto, também para lidar com o futebol de salão. Sabendo que o presidente da Federação, João Havelange, era o chefe da FIFUSA de 1971 a 1974, os suíços decidiram convocar no Brasil o órgão mundial de futsal: surpreendentemente, o Congresso votou contra a unificação. Devido a uma disputa entre FIFA e FIFUSA sobre o nome de fútbol, FIFUSA registrou a palavra  fut-sal  em 1985 (Madri, Espanha).

A FIFA queria promover e difundir sua própria versão do futebol de salão, diferente da original dos países da América do Sul, mas não conseguiu um acordo com a FIFUSA no Congresso do Rio de Janeiro em 1989.

Em 2 de maio de 1990, a federação brasileira finalmente se separou da FIFUSA, e em 25 de setembro, um evento em Bogotá, Colômbia, contribuiu para a fundação da Confederação Pan-Americana de Futuro (PANAFUTSAL) juntamente com o Paraguai, Colômbia, México, Uruguai, Argentina, Venezuela, Costa Rica, Porto Rico, Bolívia, Equador, Antilhas Holandesas, Aruba e Canadá.

A conferência realizada na Guatemala em 2000 entre os membros do PANAFUTSAL e da FIFA focou na resolução da disputa entre as duas instituições, e também na conquista do futsal na versão pura que empolgou muitos na América do Sul. A assinatura do Protocolo, no entanto, não foi seguida por ações concretas, e a FIFA continuou promovendo sua versão do futsal. Então o PANAFUTSAL decidiu criar um novo corpo mundial para a preservação do futsal. Em dezembro de 2002, a Asociación Mundial de Futsal  (AMF) foi fundada. Atualmente é composto por 40 federações nacionais e três órgãos continentais, um dos quais foi o FIFS.

Em 2002, membros do PANAFUTSAL formaram o AMF, um órgão internacional de futsal independente da FIFA, em reação à suposta estagnação do futsal sob o FIFUSA.Tanto a FIFA quanto a AMF continuam administrando o jogo. 

Quais são as Regras do Futsal?

O jogo consiste em duas equipes, cada uma com cinco jogadores no campo, sendo um deles o goleiro. Se qualquer uma das equipas obtiver menos de 3 jogadores, o jogo é interrompido e a equipa deflacionada é considerada derrotada. Cada equipe pode ter até 9 reservas e as substituições são ilimitadas.

A duração de uma partida é de 40 minutos, dividida por duas partes, cada uma com 20 minutos e entre elas há um intervalo de 10 minutos para as equipes descansar um pouco, receber instruções e mudar de lado do campo.

Os equipamentos dos jogadores de diferentes equipes devem se distinguir bem uns dos outros, e o goleiro deve ter equipamentos que o distingam sozinhos para melhor identificação. O jogador não deve ter qualquer objeto com ele que possa de alguma forma ferir seu oponente, como brincos, colares, pulseiras e anéis.

A quadra de futsal não tem tamanho definido e único, pode variar de 25 a 42 metros de comprimento e de 16 a 22 metros de largura.

As medidas mínimas, estas sim têm alguns regulamentos dependendo do jogo em questão. Nos jogos nacionais para adultos ou sub-20, o campo deve ter pelo menos 38 metros de comprimento e 18 metros de largura.

Já nos jogos internacionais, as medições mínimas são de 20 metros de largura e 38 metros de comprimento, levando no máximo 25 metros de largura por 42 de comprimento.

Marcações na Quadra: Para definir certas zonas para muitos propósitos, existem várias marcações na quadra. Vamos agora mostrar para você o que eles são:

– Centro do Juízo:  É uma linha que separa o campo em dois, localizando-se a meio do comprimento do bloco e no meio dessa linha é um pequeno círculo com 10 centímetros de diâmetro onde começa o jogo e o início da segunda parte, e ao redor dele tem outro círculo maior com 3 metros de diâmetro que marca a distância que os outros jogadores devem estar sem serem os que estão marcando o começo.

– Área Penal ou Penal: É um semicírculo com um raio de 6 metros, localizado em cada extremidade do campo e que delimita a zona onde o goleiro pode defender ou usar as mãos para tocar a bola.

Também tem um ponto no centro dessa linha, em frente à marca para indicar o local onde o jogador deve marcar uma penalidade.

– Área de Substituição: É uma área fora do campo, sendo uma para cada equipe, sendo 5 metros de comprimento por 80 centímetros de largura, ficando imediatamente em frente ao banco da reserva, onde pode haver o treinador da equipe e os jogadores em pé em caso de substituição.

Como no futebol, os jogadores de futsal podem ser avisados ​​com cartões, sendo estes amarelos e vermelhos. Amarelo significa aviso e se você trazer outro durante o encontro é mostrado um vermelho e é expulso, o vermelho é a expulsão imediata.

Os cartões amarelos são mostrados nas seguintes situações:

  1. Se o jogador entrar na quadra antes de dois minutos de expulsão temporária;
  2. Constantemente quebrando as regras do jogo;
  3. Discordar por meio de gestos e palavras das decisões do árbitro;
  4. Ter conduta antidesportiva;
  5. Endereçar os árbitros, o apontador ou o cronometrista para reclamar ou discutir qualquer decisão;
  6. Impedir ou dificultar a reinicialização;
  7. Simular durante o jogo com a tentativa de enganar os árbitros;
  8. Deixe o jogo sem a permissão do árbitro;
  9. Um jogador, que não seja o goleiro, tenta defender a bola com as mãos para que seu time não sofra o gol, etc.

Os cartões vermelhos são mostrados nas seguintes situações:

  1. Apresentar conduta violenta;
  2. Faça um jogo duro e sério;
  3. Execute gestos obscenos, rudes e ofensivos;
  4. Ter duas vezes no mesmo jogo uma atitude punível com um cartão amarelo;
  5. Previna com a mão a pontuação de um gol contra o seu time, caso você não seja o goleiro;
  6. Cuspir em alguém durante a partida;
  7. Dê uma entrada que possa comprometer a integridade física de um jogador;
  8. Evitar ilegalmente tentar concluir uma tentativa;
  9. Um jogador reserva-se para invadir o campo para reclamar ou interromper a partida.

Quando o jogador vê o cartão vermelho, seja direto ou acúmulo de amarelos, ele é automaticamente expulso do próximo jogo da competição. O mesmo acontece se 3 acumular cartões amarelos em jogos diferentes da mesma competição.

Um jogo de futsal consiste em 2 árbitros, sendo o Árbitro Principal e o Auxiliar.

Estes são responsáveis ​​por punir os jogadores quando cometem quaisquer infrações, retomar o jogo, controlar faltas, decidir a hora de início do jogo e virtualmente todas as decisões envolvendo o jogo em si.

Há também mais 2 membros externos para o jogo em si que são o cronometrista e o marcador.

O cronometrista é responsável pelo cronômetro do jogo, e deve parar quando o jogo é interrompido por uma falta, lesão ou outro evento e então iniciar o cronômetro novamente quando o jogo for reiniciado, entre outras funções.

O apontador tem a função de indicar o número de faltas que os jogadores cometeram para controlar o número de faltas por peça, controlar os jogadores da reserva e a equipe técnica, controlar as substituições e o momento em que são feitas, entre outras coisas.

Futsal: História, Regras e Informações sobre o Esporte
5 (100%) 1 voto

Receba nossas atualizações grátis!

Comente